AzBT 30km

A partida do percurso dos 30km será realizada nos Biscoitos, capital da costa Norte da ilha,  ora inóspita, ora aprazível, mas sempre deslumbrante, zona balnear dos Biscoitos, às suas deslumbrantes piscinas naturais e ao seu magnífico entorno paisagístico com predominância da cultura da vinha e do vinho. O desafio contará com um percurso que atravessará as curraletas, que servem abrigo ancestral a uma característica cultura da vinha e do vinho, em terrenos de forte exposição aos elementos.

bus-1043

BUS TRANSFER

07:30h - Cerrado do Bailão,
Angra do Heroísmo

running-man-8580

START RACE

09:00h - Zona Balnear dos Biscoitos

gpx-file-icon

GPX DOWNLAD

PONTOS DE ABASTECIMENTO

AzBT_30_elevation_profile

TABELA DAS DISTÂNCIAS

Azores Bravos Trail – 30km – TimeBarriers

Rocha, Mar & vinho

A partida do percurso dos 30km será realizada nos Biscoitos, capital da costa Norte da ilha,  ora inóspita, ora aprazível, mas sempre deslumbrante, zona balnear dos Biscoitos, às suas deslumbrantes piscinas naturais e ao seu magnífico entorno paisagístico com predominância da cultura da vinha e do vinho. O desafio contará com um percurso que atravessará as curraletas, que servem abrigo ancestral a uma característica cultura da vinha e do vinho, em terrenos de forte exposição aos elementos.

A saída da costa Norte faz-se pelo percurso do trilho oficial da Malha Grande (PR 09 TER), que, depois de percorrer a deslumbrante zona costeira dos Biscoitos e duma ascensão de aproximadamente 12 km que, com passagem no PAC7, na Serra do Narião, levará os atletas do nível do mar até ao miradouro da Rocha do Chambre, ponto mais elevado do percurso (713 m) e de onde será visível a imponente parede da caldeira do vulcão do Pico Alto.

De regresso à zona do Planalto Central e Costa Noroeste, a evolução dos atletas far-se-á maioritariamente pelo trilho oficial Algar do Carvão-Furnas do Enxofre (PRC10 TER), com passagem a grande proximidade do campo fumarólico das Furnas do Enxofre, onde se encontra o PAC8. Daqui, através dum segmento de campos de pastoreio o percurso avança para crista poente da Caldeira de Guilherme Moniz, de onde é possível novamente admirar quer o gado BRAVO que o ponteia, quer a localização do maior reservatório natural de água da ilha, oculto no subsolo.


296252724_731611911222949_8335639699626852106_n

Vista área da zona Balnear dos Biscoitos.

Vista área da Caldeira Guilherme Moniz.

Continuando a contornar a Caldeira, atingir-se-á então o cume da Serra do Morião ou Serra da Nasce Água (593 m), que, setentrional à Cidade de Angra do Heroísmo, oferece uma perspetiva verdadeiramente cénica não só da Cidade Património da Humanidade, mas também de todo o seu entorno terrestre, com a Serra da Ribeirinha e Monte Brasil em destaque, e oceânico, com os Ilhéus da Cabras e possibilitando, em dias de boa visibilidade, contemplar as ilhas de São Jorge e do Pico no horizonte.

A crista da Caldeira de Guilhermo Moniz, ainda antes da chegada ao cume da Serra do Morião, marca ainda o ponto de confluência do percurso da prova de 15 km com os das restantes provas, cujos atletas, com partida junto à Igreja do Posto Santo, evoluem ascendentemente ao longo da Grota do Medo, descendo em seguida a Canada do Breado, em direção à fachada Norte do Hospital de Santo Espírito da Ilha Terceira, para realizarem então os cerca de 6 km que os levarão ao encontro dos atletas das restantes provas e até ao cume da Serra do Morião.

 O cume da Serra do Morião dá início à descida que, ao longo de 7 km, conduzirá os atletas até à meta, localizada em pleno Parque Municipal do Relvão, no perímetro da Fortaleza de São João Baptista, Angra do Heroísmo. Descida a fase inicial da encosta por entre vegetação endémica, pouco depois de transposto o Cruzeiro da Serra do Morião e junto ao tanque de regularização de águas, a descida acompanha então a conduta adutora (tubo verde) que abastece a central mini-hídrica, pouco após a qual se encontra localizado o PAC9.

Daqui em diante, o percurso é maioritariamente urbano, descendo a Canada do Vinial, passando à pedreira e acompanhando depois o leito da Ribeira até S. Bento, rumando pela Rua dos Melancólicos, Rua Prof. Augusto Monjardino e Rua Beato João Baptista Machado até à Memória a D. Pedro IV, ponto privilegiado para, agora em proximidade, ter nova perspetiva cénica do núcleo histórico de Angra e do Monte Brasil.


300974720_753789065671900_2111654063576166777_n

Vista para cidade de Angra do Heroísmo, da Serra do Morião.

Vista área do Monte Brasil e Fortaleza de São João Batista.

A entrada no núcleo central da Cidade será feita por entre a densa e luxuriante vegetação do Jardim Duque da Terceira, com as suas espécies exóticas, provenientes do “Novo Mundo”, para depois cruzar a sala de visitas da Cidade, a Praça Velha, com o emblemático edifício da Câmara Municipal. A Rua Direita dará acesso ao Cais da Alfândega e a Estrada Gaspar Corte-Real conduzirá à entrada no perímetro muralhado, pela Porta da Prata, para subir à Fortaleza de São João Baptista, onde, após transpor o portal Norte, atravessar a praça de armas e sair pela porta nascente, os atletas darão então entrada no Parque Municipal do Relvão, atingindo a almejada meta.

Copyright © 2022 - AzBT - Azores Bravos Trail -  Associação de Atletismo da Ilha Terceira

Copyright © 2019 Rui Rocha

Copyright © 2019 Rui Rocha